Valbras LTDA

INFORMATIVOS TÉCNICOS



Válvulas com Haste Cônica

Um dos temas que nos propusemos a abordar em esta serie de informes tecnicos, devido a importancia que tem para o bom desempenho do motor em geral e das válvulas em particular, foi o da elevada temperatura que se produz normalmente durante a marcha do mesmo. 

O excessivo calor, que pode chegar a comprometer o funcionamento de um motor de combustão interna, e a inquietude constante de boa parte da Industria Automotriz Mundial. Permanentemente se realizam ensaios em afim de alcançar uma temperatura media para o trabalho ideal de todos os elementos, especialmente em aqueles que estão em contato mais direto com as zonas aonde se originam maior temperatura. As soluções podem ser : Cambios de desenhos , novos tratamentos térmicos e utilização de novos materiais. 

Sabemos que a válvula é o ultimo elemento da cadeia cinemática do sistema de distribuição e o unico que funciona dentra da camara de combustão. A cabeça da válvula é a mais exposta e está continuamente no ambiente da camara, trabalhando com as distintas temperaturas que se geram no interior da mesma. 

Porém , sabemos que no momento que se produz a ingnição, a temperatura alcançada é superior a 2500º C. Em contrapartida, o limite de temperatura que suporta uma válvula de escape ( que por sua função é a mais comprometida ), não deve superar a 850º C. ( Fig. Nº 1). Caso não seja assim os aços que compõe a gama de matérias primas para fabricar as válvulas, começam a perder suas propriedades e também os tratamentos térmicos não cumprem com seu comprometimento.



Em vista ao exposto é necessário ter uma boa e rápida extração do excesso de calor, que em caso de não ocorrer , terá um aumento da temperatura na cabeça da válvula em cada ciclo. 

No informe anterior se referiu aos cuidados que se devem ter em conta para se alcançar um bom contato entre o assento e a sede. Um bom assentamento e o giro constante da válvula, são os melhores colaboradores que se tem para decarregar o excesso de calor. 

Se observarmos o diagrama de temperatura sobre a haste, se pode notar como esta aumenta em forma gradual na zona mais perto do pescoço (Fig. Nº 1 ). O calor é transmitido a haste, em parte pela cabeça e o resto por a passagem dos gases quentes através da válvula de escape. Os gases quentes comprometem especialmente esta zona, por estar descoberta, não tem disipação. 

Devido os aços das válvulas possuirem maior coeficiente de dilatação termica que as guias da tampa de cilindro, a elevada temperatura da zona descrita aumenta de diametro em maior proporção que a da guia. O qual origina neste setor, um desgaste prematuro com esmerilhamento severo e engripamento da haste - guia. 

Esta situação foi o motivo de uma serie de estudos para evitar o problema. De todoas as alterações propostas, alguns construtores de motor optaram por a troca do desenho das partes afetadas. 

A troca do desenho utilizado, nestas circusntancias, é a conicidade da haste. As hastes conicas se empregam frequentemente nas válvulas de escape, que são mais propensas a apresentarem desgaste na haste e engripamento no setor da guia mas perto do inetrior da camara de combustão.



A conicidade da haste da válvula se apresenta com o diamentro do mesmo reduzido nesta zona (que é a mais quente) e, tem como objetivo uma maior dilatação, sem que se alcance a perder a lubrificação entre a haste e a guia, que eé a causa que apartir do qual começa o engripamento de ambos. 

Nos resta agregar que nos motores mais comprometidos, a válvula de admissão e de escape apresentam, geralmente a mesma conicidade de haste. 

Abaixo e a titulo de exemplo, detalhamos alguns dos motores que utilizam o sistema de haste conica.


Código 3B
1363-EGX 
1363-EP 
1452-E 
1453-E 
1561-EBS 
1561-ECB 
20026-ACB 30° 
20226-ACB 45° 
2026-AC 30° 
21226-ECB 
23171-ECBS 
23173-ECBS 
23179-ECBS 
23301-ECB 
23309-ECBS 
3125-ECPS 
3240-A 
3296-AN 
3304-A 
3308-AC 
3333-ECP 
3355-EPN 
3434-AN 
3453-EB 
3545-EB 
3561-EBS 
3576-A 
3577-ECB 
3598-A 
3599-EB 
3626-A 
3627-EB 
363-A 
363-AC 
366-AB 
3681-EC 
3715-EB 
375-A 


Motor
RENAULT 11 1600 c.c. 
RENAULT 11/RENAULT 19 1600 c.c. 
VOLKSWAGEN 1300 c.c.
VOLKSWAGEN 1500/1600 c.c.
CATERPILLAR 3208/9L-7683 
CATERPILLAR 3208/9L-7683 
MERCEDES BENZ 1518 OM 352-A
MERCEDES BENZ 1517 OM 352-A 
MERCEDES BENZ OM 364/366 30ø 
MERCEDES BENZ 1517 OM 352-A
M.BENZ 300 6cil./600 V12 SE/SEL
M.BENZ 400/500 E/SE/SEL V8 Mod.90/91
B.M.W. 316i 1.6 Lts./318i/518i 1.8 Lts. 
PEUGEOT 205/305/309/405 1,6/1,9 Lts.
RENAULT R9/R19 RN ESC.
G.M. 6.2 Lts. 
RENAULT 18/TRAFFIC - DIESEL 
MAZDA XA/ZB/ASIA TOPIC 2.7 Lts. DIESEL 
PEUGEOT/CITROEN MOTOR DW8 
RENAULT R9/R19 RN ADM.
A.M.C./ CHEROKEE 242 4 Lts.
NISSAN ED6/ED33 
MITSUBISHI MIRAGE 4G15 1468 cc. (91/96)
RENAULT LAGUNA/R19/MEGANE 1800/2000 cc.
RENAULT F9Q MEGANE/LAGUNA T.DIESEL 1.9
RENAULT EXPRESS/CLIO/R19 F8QD+DT 1.9Lts.
PEUGEOT 405/406/605 16V.
PEUGEOT 405/406/605 16V.
RENAULT 1.6 Lts. K4M
RENAULT 1.6 Lts. K4M
RENAULT R19/CLIO F7/F7P 1.8 Lts. 16V.
RENAULT R19/CLIO F7/F7P 1.8 Lts. 16V. 
RENAULT 11/RENAULT 19 1600 c.c. 
RENAULT 11 1600 c.c.
RENAULT FUEGO 2.2/RENAULT 21
PEUGEOT 205/305/405 XU9J1/XU92C/XU95
LAGUNA/MEGANE 8V. F3P/F3R 1.8/2.0Lts.
SAAB SCANIA 900/9000 TURBO 


Como valor orientativo, a medida de conicidade oscila entre 0.020 e 0.025 mm, dependendo do tipo de aplicação. 

Por ultimo sugerimos que, quando se instalem peças novas e encontramos jogos nos quais a conicidade da haste não supere a medida de diferença entre os dois extremos, mencionados no paragrafo anterior, devemos considerar que o fabricante deste tipo de motor utiliza válvulas com troca de desenho e não que o fabricante da válvula cometeu algum erro ao retificar a haste.


Matriz

Av. Brasil, 1106
São João - CEP: 90230-060
Porto Alegre - RS
Fone/Fax: (51) 3343.1079

valbras.poa@valbrasltda.com.br


Filial SP

R. Alexandre Humberto Moletta, 913
Jardim Pinheiro - CEP: 13274-340
Valinhos / SP - Brasil
Tel: (55) 19 3871 1230

valbras.sp@valbrasltda.com.br


Inovando Sìtes